Há uma frase muito célebre de Johann Wolfgang von Goethe que ganhou uma nova interpretação no mundo da perfumaria  diz-me o perfume que usas e dir-te-ei quem és” e não é que faz todo o sentido?! (continuem a ler e vão perceber o porquê)

Se no provérbio popular são os amigos que escolhemos que revelam a nossa personalidade, o mesmo acontece na criação dos perfumes. As grandes casas de perfumes desenvolvem as fragrâncias tendo em conta as várias personalidades que existem, para que cada cheiro encaixe nelas.

A palavra perfume deriva do latim – per fummum, que significa através do fumo. O fumo que viaja e que deixa rastro olfativo.

Indicadores históricos datam a existência do perfume desde 3 mil a.C, o que nos transporta para o Egipto, onde se usavam os tais “fumos” aromáticos nas orações. Mais tarde, a Cleópatra, a rainha do Nilo, também ficou conhecida pelos rituais de beleza e sedução que incluíam essências e óleos aromáticos. 

A mirra (resina aromática), o cardamomo, a canela, o azeite e as essência de flores como o jasmim e a rosa eram os aromas preferidos da rainha do Egito. Estas notas ainda se usam até aos dias de hoje na aromaterapia e perfumaria.

Os perfumes são divididos em famílias olfativas e a nossa predileção pelas notas de cada família tem muito a ver com os nossos traços de personalidade e/ou estados de espírito.

O olfato é um sentido poderoso e muita vezes emocional. Quando sentimos um aroma, um odor ou uma fragrância que conhecemos, automaticamente há uma ligação entre esse cheiro e o nosso cérebro que nos leva a memórias, a pessoas, à nossa infância, a entes queridos que já não estão, a sentimentos guardados...

E este é o poder dos perfumes, de nos levar em viagens olfativas e transportar para momentos que estão relacionados com algum cheiro peculiar presente em alguma das famílias olfativas da perfumaria.

As famílias olfativas dos perfumes são divididas em categorias dependendo dos ingredientes que a fragrância tem. As notas mais conhecidas são:

·         Floral  - tal como o nome indica, a base principal são as flores. Os acordes florais são românticos, elegantes, delicados e femininos.

·         Amadeirada - da mistura de diferentes tipos de madeira, as suas notas remetem a árvores, a lenha acabada de cortar, a uma caixa de lápis... é um aroma mais quente, terroso, marcante, sofisticado e algo sedutor.

·         Cítrico -  as frutas cítricas reinam -  tangerina, limão e bergamota. São fragrâncias alegres, frescas, luminosas e leves.

·         Gourmand - a nota dos gulosos. São perfumes deliciosos que nos remetem a doces e sobremesas, onde a baunilha, o chocolate e o caramelo se destacam. São aromas intensos, divertidos, com presença forte mas doce.

·         Fougére - palavra francesa que significa feto (a planta) e que nos remete a plantas. Os perfumes com esta nota olfativa fazem lembrar florestas húmidas, onde há muitos fetos e musgo. São notas mais misteriosas, sofisticadas e ligadas à terra.

·         Oriental/Especiados - são os aromas quentes das especiarias que predominam. Canela, cardamomo, pimenta, cravinho da Índia, etc é uma categoria  muito familiar, porque usamos muitos dos temperos na culinária.

·         Aquáticos - são perfumes frescos que lembram o cheiro da brisa do mar ou das manhãs orvalhadas. Possuem muitas vezes notas de água do mar, água  de plantas e algas na composição. São frescos, leves, discretos mas marcantes.

·         Frutados - é a família das frutas (excepto das cítricas que tem categoria própria). Tanto podem ser leves como doces, dependendo das frutas escolhidas na composição. Por norma são fragrâncias com um tom mais jovial, adocicado e descontraído.

·         Chypré - é uma família olfativa intensa, quente e com personalidade forte onde se misturam acordes amadeiradas e orientais adornadas com patchouli.

Cada tipo de fragrância remete a uma personalidade, mas também pode remeter a um estado de espirito ou desejo.

Um estudo realizado pela maior empresa fabricante de aromas e fragrâncias do mundo - a empresa suíça Givaudan, revelou que a escolha de um perfume também está muito relacionado com o estado de espírito do momento.

O estudo revelou que as fragrâncias preferidas e mais procuradas em tempo pandémicos são as que remetem à natureza, ao ar livre e ao contato com o meio ambiente, ou seja, os perfumes frescos como os cítricos, os florais e os aquáticos. Também as notas que trazem memórias afetivas da infância e adolescência, como os canteiros de flores, os bolos que fazíamos com os pais ou avós, a lareira nos dias frios de Inverno, e que levam para a família olfativa dos amadeirados, especiados e florais foram muito procurados nos últimos tempos.

Muitas vezes usamos perfume porque gostamos do aroma e nos identificamos segundo os nossos gostos pessoais, outras vezes porque nos leva de viagem ao nosso báu de memórias, e outras vezes usamos como forma de expressão ou de sedução.

O perfume estimula a mente, melhora o nosso bem estar e autoestima, e consegue alterar o nosso estado emocional.

Na hora de comprar, saber o que transmite cada família olfativa ajuda a encontrar as notas e acordes que vão de encontro à nossa personalidade, postura ou estado de espírito.

Produtos relacionados

Comentários (0)

Sem comentários neste momento
Produto adicionado à wishlist
Product added to compare.

transparentepopup.png


*Desejo receber no meu endereço de e-mail informação de campanhas e ofertas da Lojazero.com 

Esta página usa cookies. Antes de continuar consulte a nossa política de cookies.