A cosmética e o uso da mesma remonta há muitos, muitos anos atrás.

Seria necessária uma viagem no tempo até ao antigo Egipto para perceber a importância dos cosméticos, e como chegaram até nós num estado de conservação surpreendente que nos permite saber mais sobre a história da cosmética.

Contudo, são os últimos cem anos que marcam a industrialização do ramo da cosmética, até então era comum que os cosméticos fossem manipulados por boticários ou feitos em casa.

A década de 20, conhecida como ''Os Loucos Anos 20'', foi um período de efervescência cultural – cinema, literatura, música, artes plásticas, tudo sofreu uma grande mudança depois da Primeira Guerra Mundial.

Os anos 20 também ficaram marcados pelo crescimento e consolidação da indústria da maquilhagem.

De 1920 a 1929, com o progresso do cinema mudo, a maquilhagem ganhou uma nova dimensão. Os filmes a preto e branco e sem voz pediam o uso de maquilhagem marcante para destacar as expressões faciais e os traços dos atores.

Com a divulgação da sétima arte, entram as cores fortes de batom em cena, as sobrancelhas finas mais desenhadas, as pestanas pintadas com as primeiras máscaras de pestanas do mercado, sombras escuras e o rosto uniformizado com base.

O grande destaque desta época vai para os batons de cores vivas nos lábios. No contorno dos lábios superiores era desenhado uma espécie de coração, denominado de ''Cupid's Bow'', que deixava os lábios bem desenhados e com formato de coração. Vermelhos escuros, borgonhas e castanhos eram os tons de eleição.

Em 1930, depois da loucura dos anos 20, assume-se uma postura mais clássica e austera na maquilhagem. Essa década foi influenciada pelo crescimento do poder do totalitarismo, uma forma de governo autoritário e austero, que se sentiu mais na Europa.

Não obstante, o cinema continuava na linha da ascensão e a inspirar a indústria da maquilhagem, foram criados mais tons de sombras, bases e batons. As sombras nesta década usavam-se mais claras – bege, dourado, azul e verde claro, emolduradas por pestanas dramáticas e finalizavam com o mítico batom vermelho.

Na década de 40, o batom vermelho ganha o estatuto que tem até os dias de hoje. Devido ao racionamento da Segunda Guerra Mundial, a maquilhagem fica mais natural e o protagonismo vai para o batom vermelho que foi transformado pelo o governo britânico num produto de primeira necessidade.

As mulheres tiveram que ir trabalhar para sustentar a família e o batom dava-lhes o empoderamento que necessitavam nessa altura tão delicada e difícil da história. “Agora, mais do que nunca, a beleza é seu dever”, foi o slogan propagado pelo governo britânico à população feminina, defendido e reforçado por Winston Churchill, que defendia que o batom vermelho “elevava a moral da população”.

Os anos 50, trouxeram a prosperidade pós guerra, mais novidades e novas marcas (que existem até hoje) na indústria cosmética, mas manteve o batom vermelho em destaque.

As Pin-Ups e o visual batom vermelho+eyeliner ficou popularizado nesta década, o look sensual dos anos 50 ficou imortalizado pela atriz Marilyn Monroe, que é inspiração até os dias de hoje.

E eis que chegam os 60's (os famosos sixties) e a maquilhagem muda radicalmente. Os olhos ganham protagonismo com muitas camadas de máscara de pestanas e pestanas postiças, com o eyeliner gráfico a marcar o côncavo e sombras em tons de pastel pigmentadas. O batom vermelho foi trocado pelos batons nude e ou pêssego claro.

A maquilhagem natural tem o seu apogeu nos anos 70's, tanto nos looks como no fabrico. Foi uma década marcada pela luta de igualdade, onde as mulheres sentirem pela primeira vez mais liberdade para serem elas mesmas. A propósito disso, a par com a maquilhagem natural com tons naturais, também aparece a “maquilhagem disco”. As discotecas eram o ponto de encontro e o visual noturno disco incluía muito brilho nas sombras (sombras com cor e metalizadas), pele iluminada, o blush marcado e concentrado nas laterais, e lábios com muito gloss.

Os anos 80 são a década da explosão da cor. O lema da maquilhagem dos 80's é “mais é mais”, muito blush, até às tempôras, um verdadeiro arco-íris de sombras, eyeliner e batons de cores alegres e vibrantes!

Depois de uma década de muita cor, tanto na moda, como na maquilhagem, chegam os anos 90 e deixam-se os “excessos” dos 80's”. O tom castanho foi a cor que dominou os 90's, desde os smoky eyes com vários tons de castanho, aos lábios com batom castanho e bem delineados, a paleta de castanhos diversificou e criou a imagem desta década.

E entramos num novo milénio. O ano 2000 trouxe várias tendências e produtos que ainda estão na nossa memória e necessaire.

Destacamos o lápis preto na linha inferior das pestanas e na linha de água, o gloss que conquista até hoje, os olhos esfumados, sempre com evolução da técnica, os batons mate que não saem, e ainda o contorno e o iluminador que adicionaram um passo extra e muito querido na maquilhagem do dia a dia.

E chegamos a 2022, que trouxe o natural na pele e o remix de várias décadas. Os cuidados com pele ganharam uma nova dimensão nos últimos anos, temos acesso a cremes com ingredientes maravilhosos que ajudam a ter uma pele mais bonita e saudável, sem necessidade de tanta cobertura.

As sobrancelhas querem-se naturais, rebeldes e com personalidade. Nos olhos tudo é permitido – os tons e tendências dos anos 60,70 e 80 convivem em harmonia, os lábios vestem-se com batons coloridos e com gloss, e o blush em creme ganha cada vez mais destaque.

A moda é cíclica, volta e meia são revisitadas as tendências de décadas passadas e chegam-nos reinventadas – mais modernas e com ingredientes melhores, mas com a vibração que nos levam numa viagem ao passado e aos 100 anos de história da maquilhagem.

 

Na nossa fotogaleria, encontram alguns dos produtos míticos que se usam até os dia de hoje.

Produtos relacionados

Comentários (0)

Sem comentários neste momento
Produto adicionado à wishlist
Product added to compare.

transparentepopup.png


*Desejo receber no meu endereço de e-mail informação de campanhas e ofertas da Lojazero.com 

Esta página usa cookies. Antes de continuar consulte a nossa política de cookies.